Qual a importância dessa vitamina para o nosso organismo?


Deficiência da vitamina C

O homem é incapaz de sintetizar o ácido ascórbico e necessita da vitamina C na dieta para prevenção do escorbuto e para o bom funcionamento de muitos órgãos e processos de nosso corpo. Os sintomas da deficiência são afrouxamento dos dentes, sangramento da gengiva, anemia, deficiência na cicatrização de feridas, entre outros.

FONTES DE VITAMINA C

O leite materno contém 30-55 mg de ácido ascórbico por litro, dependendo da ingestão mãe. Consequentemente, o lactente que consome 8 50 ml de leite materno irá receber cerca de 35 mg de ácido ascórbico.

Os alimentos mais ricos em vitamina C são frutas e vegetais frescos. A vitamina C é encontrada nas seguintes fontes: acerola, kiwi, brócolis, papaia, melão, uva, espinafre, manga, batata, tomate, couve-flor, repolho, morango, abacaxi, melancia, banana, maçã, pera e entre outras.

A vitamina C também está disponível no mercado farmacêutico em comprimido convencional, efervescente, mastigável, de liberação prolongada, pastilha, pó, granulado, cápsula, gotas e ampolas, tanto isoladamente como em polivitamínicos e minerais. Apesar dos produtos serem encontrados como venda livre, podem causar reações adversas e interações medicamentosas. Portanto, o uso deve ser com critério e sob avaliação médica.

História

O escorbuto, doença causada pela deficiência de vitamina C, conhecida do tempo das cruzadas marítimas na Europa de extensos períodos do ano, onde a dieta era pobre e até mesmo ausente de frutas e vegetais frescos. No século XVII com a introdução da batata (fonte de vitamina C) reduziu a incidência da doença. Após vários anos de pesquisa a estrutura química da substância foi estabelecida e deu-se o nome químicos de ácido ascórbico em referência à sua função na prevenção do escorbuto.

NECESSIDADES DIÁRIAS

Os adultos sadios perdem 3-4% de sua reserva no organismo diariamente. Para manter um estoque de 1500 mg de ácido ascórbico ou mais em um adulto sadio, seria necessário uma ingestão diária de 60 mg/dia. Esta dose diária ainda é revisada em muitos artigos científicos até hoje.

FUNÇÕES DA VITAMINA C

A vitamina C estimula as defesas do organismo em períodos de maior incidência de infecções e preenchem as necessidades que ocorrem em estados normais, como gravidez, amamentação, atividades esportivas, trabalho intenso e nos estados patológicos como doenças infecciosas e estados febris.

GRUPOS DE RISCO

As pessoas que fumam, abusam das bebidas alcoólicas e pacientes que fazem uso de certos medicamentos, podem correr o risco de fornecer quantidade insuficiente de vitamina C.

ALGUMAS INTERAÇÕES COM A VITAMINA C DE SUPLEMENTOS VITAMÍNICOS

A orientação médica e farmacêutica são importantes mesmo quando se fala em vitaminas e suplementos. Para ocorrer interações medicamentosas significantes é preciso doses elevadas de vitamina C. Mas no mundo atual onde o comércio farmacêutico está repleto de opção e a população cada vez mais consumista, é sempre necessário orientação de um profissional como o farmacêutico para evitar que as pessoas comprem dois, três até mesmo quatro polivitamínicos de marcas diferentes desnecessariamente.

- A vitamina C pode interferir com alguns resultados laboratoriais (transaminases, glicosúria, bilirrubina, pesquisa de sangue nas fezes).

-Evitar ingerir bebida alcoólica junto com vitamina C.

-A vitamina C aumenta os níveis plasmáticos ( sangue) dos salicilatos.

-A vitamina C aumenta os níveis plasmáticos de etinilestradiol. Risco de aumento de fenômenos de tromboembolismo. Evitar administração conjunta.

-A vitamina C aumenta a absorção gastrintestinal do ferro por via oral, aumentando a eficácia terapêutica do ferro como antianêmico. Esta interação é útil em pacientes com dificuldades de absorção de ferro por via oral.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square